Newsletter

Sábado, 18 de Novembro de 2017

Documentos-Santa Sé


EXORTAÇÃO APOSTÓLICA

EVANGELII GAUDIUM (24 de Novembro de 2013)

DE

PAPA FRANCISCO

AO EPISCOPADO, AO CLERO ÀS PESSOAS CONSAGRADAS E AOS FIÉIS LEIGOS SOBRE O ANÚNCIO DO EVANGELHO NO MUNDO ATUAL


Papa consagra o mundo a Maria: “Guia-nos a todos no caminho da Santidade”

Domingo, 13 de Outubro de 2013

Bem-aventurada Virgem Maria de Fátima,

Com renovada gratidão pela tua presença materna, unimos a nossa voz à de todas as gerações que te chamam bem-aventurada, em ti celebramos as grandes obras de Deus, que nunca se cansa de se inclinar misericordiosamente sobre a humanidade, aflita pelo mal e ferida pelo pecado, para a curar e salvar.

Acolhe com benevolência de mãe o acto de entrega que hoje fazemos com confiança, diante desta tua imagem, para nós tão querida.

Estamos certos que cada um de nós é precioso aos teus olhos e que nada do que habita nos nossos corações te é estranho.

Deixamo-nos alcançar pelo teu olhar tão doce e recebemos a consoladora carícia do teu sorriso.

Cuida da nossa vida entre os teus braços; abençoa-nos e reforça todo o desejo de bem; reaviva e alimenta a fé; sustém-nos e ilumina a esperança; suscita e anima a caridade; guia-nos a todos no caminho da santidade.

Ensina-nos o teu próprio amor de predilecção pelos pequenos e pobres, pelos excluídos e pelos que sofrem, pelos pecadores e os que têm o coração dilacerado: reúne-os a todos sob a tua protecção, e entrega-os ao teu dilecto filho, o Senhor Nosso Jesus.

Amen

Fonte: Rádio Renascença


CARTA ENCÍCLICA
LUMEN FIDEI (29 de Junho de 2013)
DO SUMO PONTÍFICE
FRANCISCO
AOS BISPOS, AOS PRESBÍTEROS E AOS DIÁCONOS, ÀS PESSOAS CONSAGRADAS E A TODOS OS FIÉIS LEIGOS,
SOBRE A FÉ.


BrasaopapaFrancisco

 

(18.03.2013) - A Rádio Vaticano divulgou o brasão do Papa Francisco. O símbolo possui a mensagem "Miserando atque eligendo" - "Com misericórdia o chamou".

No Escudo, em seus traços, essenciais, o Papa Francisco decidiu manter o seu brasão anterior, escolhido desde sua consagração episcopal e caracterizado por uma simples linearidade.

O escudo azul é coberto por símbolos da dignidade pontifícia, iguais aqueles de Bento XVI (mitra posicionada entre chaves de ouro e prata entrecruzadas, unidas por um cordão vermelho). No alto, está o emblema da Companhia de Jesus: um sol radiande e flamejante carregado com as letras, em vermelho, IHS, monograma de Cristo. A letra H é coberta por uma cruz em ponta e três pregos em preto.

Abaixo, encontram-se a estrela e a flor de nardo. A estrela, de acordo com a antiga tradição araldica, simboliza a Virgem Maria, mãe de Cristo e da Igreja; enquanto a flor de nardo indica São José, patrono da Igreja. Na tradição da iconografia hispânica, de fato, São José é representado com um ramo de nardo nas mãos. Colocando no seu escudo tais imagens, o Papa pretendeu exprimir a a sua particular devoção à Virgem Santíssima e São José.


FRANCISCUS

13 de março de 2013

Annuntio vobis gaudium magnum;
habemus Papam:

Eminentissimum ac Reverendissimum Dominum,
Dominum Georgium Marium
Sanctae Romanae Ecclesiae Cardinalem Bergoglio
qui sibi nomen imposuit Franciscum

Franciscus

Jose Mario Bergoglio nasceu na cidade de Buenos Aires em 17 de Dezembro de 1936, filho de um casal de italianos Mario Bergoglio (ferroviário) e Regina (dona de casa). Formou-se na escola Hipólito Yrigoyen com o título de técnico químico.

Aos 21 anos (em 1957) decidiu tornar-se padre. Entrou para o seminário no bairro Villa devoto, como noviço na Companhia de Jesus.

Foi ordenado sacerdote em 13 de dezembro de 1969. Iniciou então uma grande carreira dentro da ordem na qual se tornou provincial de 1973 até 1979.

Depois de muito ativo como professor de teologia, foi consagrado bispo titular de Auca, em 20 de maio de 1992, para atuar como um dos quatro bispos auxiliares de Buenos Aires.

Quando a saúde do seu antecessor, Dom Antonio Quarracino começou a enfraquecer, Bergoglio foi nomeado bispo coadjutor em 3 de junho de 1997.

Assumiu o cargo de arcebispo de Buenos Aires em 28 de Fevereiro de 1998.

Durante o consistório de 21 de Fevereiro de 2001, o Papa João Paulo II nomeou-o cardeal e primaz da Argentina, tornando-o o superior da Igreja Católica no país.

Por duas vezes foi nomeado presidente do Conselho Episcopal Latino Americano (CELAM)

Participou do conclave que elegeu o Papa Bento XVI em 2005. Supõe-se que na ocasião ele foi o segundo mais votado, com 40 votos, embora isso seja mera especulação.

Em 2013, após a renúncia de Bento XVI, foi eleito pelo conclave para presidir a Igreja Católica Romana, tornando-se então o 266º papa, escolhendo como título de Francisco I. Sendo o primeiro Papa latino-americano, e o primeiro Papa Jesuíta. 

Bênção Apostólica "Urbi et Orbi":

Irmãos e irmãs, boa-noite!

Vós sabeis que o dever do Conclave era dar um Bispo a Roma. Parece que os meus irmãos Cardeais tenham ido buscá-lo quase ao fim do mundo… Eis-me aqui! Agradeço-vos o acolhimento: a comunidade diocesana de Roma tem o seu Bispo. Obrigado! E, antes de mais nada, quero fazer uma oração pelo nosso Bispo emérito Bento XVI. Rezemos todos juntos por ele, para que o Senhor o abençoe e Nossa Senhora o guarde.

[Recitação do Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai]

E agora iniciamos este caminho, Bispo e povo... este caminho da Igreja de Roma, que é aquela que preside a todas as Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de confiança entre nós. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. Espero que este caminho de Igreja, que hoje começamos e no qual me ajudará o meu Cardeal Vigário, aqui presente, seja frutuoso para a evangelização desta cidade tão bela!

E agora quero dar a Bênção, mas antes… antes, peço-vos um favor: antes de o Bispo abençoar o povo, peço-vos que rezeis ao Senhor para que me abençoe a mim; é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração vossa por mim.

[…]

Agora dar-vos-ei a Bênção, a vós e a todo o mundo, a todos os homens e mulheres de boa vontade.

[Bênção]

Irmãos e irmãs, tenho de vos deixar. Muito obrigado pelo acolhimento! Rezai por mim e até breve! Ver-nos-emos em breve: amanhã quero ir rezar aos pés de Nossa Senhora, para que guarde Roma inteira. Boa noite e bom descanso!


CONCLAVE

PESSOAS E LUGARES DA ELEIÇÃO


Vaticano, 28 de Fevereiro de 2013

Bento XVI deixa a sua última mensagem aos cardeais.


L'Osservatore Romano

O anúncio no final do Consistório ordinário público realizado na manhã de segunda-feira

Bento XVI 
renuncia ao pontificado

A sede vacante a partir das 20 horas do próximo dia 28 de Fevereiro de 2013

Publicamos as palavras com as quais Bento XVI, no final do Consistório ordinário público realizado na manhã de segunda-feira, 11 de Fevereiro, na Sala do Consistório do Palácio Apostólico, anunciou a decisão de «renunciar ao ministério de bispo de Roma»:

                                                          

                                                                                                            

 

Caríssimos Irmãos,

convoquei-vos para este Consistório não só por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência diante de Deus, cheguei à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idóneas para exercer adequadamente o ministério petrino. Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando. Todavia, no mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida da fé, para governar a barca de São Pedro e anunciar o Evangelho, é necessário também o vigor quer do corpo quer do espírito; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para  administrar bem o ministério que me foi confiado. Por isso, bem consciente da gravidade deste acto, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20,00 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice.

Caríssimos Irmãos, verdadeiramente de coração vos agradeço por todo o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso do meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. Agora confiemos a Santa Igreja à solicitude do seu Pastor Supremo, Nosso Senhor Jesus Cristo, e peçamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que assista, com a sua bondade materna, os Padres Cardeais na eleição do novo Sumo Pontífice. Pelo que me diz respeito, nomeadamente no futuro, quero servir de todo o coração, com uma vida consagrada à oração, a Santa Igreja de Deus.

  Vaticano, 10 de Fevereiro de 2013.

BENEDICTUS PP. XVI

L'Osservatore Romano

O Brasão de Sua Santidade 
o Papa Bento XVI


CARTA ENCÍCLICA
Caritas in veritate (29 de junho de 2009)
DO SUMO PONTÍFICE
BENTO XVI
AOS BISPOS, AOS PRESBÍTEROS E DIÁCONOS, ÀS PESSOAS CONSAGRADAS, AOS FIÉIS LEIGOS E A TODOS OS HOMENS DE BOA VONTADE, SOBRE O DESENVOLVIMENTO HUMANO INTEGRAL NA CARIDADE E NA VERDADE.

***********************************

 CARTA ENCÍCLICA
Spe salvi (30 de novembro de 2007)
DO SUMO PONTÍFICE
BENTO XVI
AOS BISPOS, AOS PRESBÍTEROS E AOS DIÁCONOS, ÀS PESSOAS CONSAGRADAS E A TODOS OS FIÉIS LEIGOS, SOBRE A ESPERANÇA CRISTÃ.

***********************************

CARTA ENCÍCLICA
Deus caritas est (25 de dezembro de 2005)
DO SUMO PONTÍFICE
BENTO XVI
AOS BISPOS, AOS PRESBÍTEROS E AOS DIÁCONOS, ÀS PESSOAS CONSAGRADAS E A TODOS OS FIÉIS LEIGOS, SOBRE O AMOR CRISTÃO.