DESPEDIDA DE D. ANTÓNIO MOITEIRO

Marca Peregrinação à Franqueira

O bispo auxiliar de Braga D. António Moiteiro despediu-se, ontem, do Arciprestado de Barcelos. Perante os vários milhares de fiéis que participaram na peregrinação à Nossa Senhora da Franqueira, o também bispo eleito da diocese de Aveiro assegurou que «é com tristeza» que parte para a nova missão que lhe foi confiada pelo Papa Francisco.

Sublinhando que os dois anos que leva de episcopado «estão profundamente marcados pela ligação a Nossa Senhora da Franqueira», o prelado recordou que foi no dia da maior peregrinação do Arciprestado de Barcelos que foi ordenado bispo. «Há dois anos, a peregrinação a Nossa Senhora da Franqueira ocorreu no dia 12 de agosto. Foi, precisamente, nesse dia, que fui ordenado bispo, na Sé Catedral da Guarda e, desde então, a minha missão apostólica tem estado intimamente ligada a Nossa Senhora da Franqueira», confidenciou D. António Moiteiro. 

O auxiliar de D. Jorge Ortiga falava no âmbito da peregrinação do Arciprestado de Barcelos ao santuário da Franqueira, na qual tomaram parte muitos milhares de fiéis de todas as paróquias barcelenses. Fazendo saber que «muito gostava de poder continuar» o seu trabalho apostólico na Arquidiocese de Braga, o futuro bispo titular da diocese de Aveiro revelou que teve no Arciprestado de Barcelos «uma relação muito íntima e frutuosa com o clero e com a generalidade dos fiéis». «Parto, por isso, com tristeza, mas a todos levo no meu coração», disse o prelado, apontando o Arciprestado barcelense como «um dos pilares fundamentais da Igreja arquidiocesana». 

D. António Moiteira confessou ainda que «não esperava nem desejava ser escolhido» para dirigir uma diocese e deixou claro que «foi com surpresa» que recebeu a notícia da decisão do Papa Francisco.

Na homilia que antecedeu a despedida dos barcelenses, o bispo auxiliar de Braga apresentou Nossa Senhora da Falperra como «um modelo de fé» para todos os cristãos. «Maria, antes de ser mãe de Jesus, mãe do salvador, ela foi discípula do seu filho. Ela encaminhou-nos para o seu filho, cresceu na fé e tornou-se a imagem da Igreja que queremos ser», continuou D. António Moiteiro, referindo que «esta mulher é e deve ser o nosso exemplo para a vida cristã».

A procissão do Arciprestado de Barcelos que ontem levou vários milhares de peregrinos ao santuário de Nossa Senhora da Franqueira ficou também marcada pela entrega do original da Breve Papal que o Papa Paulo V concedeu à Confraria, no ano de 1616. O documento esteve perdido durante longos anos, foi descoberto num alfarrabista, em Lisboa, pelo médico e historiador autodidata barcelense Jorge Quinta. O medico pagou do seu bolso o restauro do documento que ontem foi entregue à Confraria, no final da missa da peregrinação.

DM 11 de Agosto de 2014
 
 
Galeria de Fotos Facebook da Câmara Municipal de Barcelos ---> Veja aqui
Publicado em 2014-08-11

Notícias relacionadas

PEREGRINAÇÃO À TERRA SANTA

De 16 a 23 de Agosto de 2019

PEREGRINAÇÕES PELOS SANTUÁRIOS DA NATUREZA

Brasil e Escandinávia

TARDE CULTURAL EM PONTEVEDRA

Domingo 30 de Abril de 2017

PEREGRINAÇÕES

2017

PEREGRINAÇÕES 2017

Rota Mariana, Roménia / Bulgária e Terra Santa

PEREGRINAÇÃO À TERRA SANTA

19 a 25 de Novembro de 2015

desenvolvido por aznegocios.pt